10 minutes | Jun 29, 2022

Mulheres lideram negócios de crossfit na BA e lutam contra o machismo

Empresárias de espaços para crosstraining na Bahia são exemplos de um movimento que vem rompendo a barreira do machismo na prática esportiva que é sucesso mundial. A prática do crossfit foi criada por um homem e, desde então, sempre teve o machismo como braço forte no esporte. 

Esse machismo sempre foi um braço forte para a prática do crossfit, que foi criado por um homem. Nos últimos anos, o cenário começou a mudar. 

Com o mercado fitness em alta, mulheres atletas e ex-atletas resolveram investir no negócio crossfit através da criação de boxes, venda de acessórios e também como head coachs. Essa é a realidade de Arantia Lopes, Denise Tavares e Talita Saad. 

Arantia Lopes tem 33 anos, é sócia e heah coach da Vibrar 55 Crossbox, que fica em Paripe, no Subúrbio de Salvador. Ela testemunha que existe um machismo predominante no meio, (aspa de Arantia). 

Essa reportagem especial foi apurada por Jorge Gauthier e tem narração e edição de Isis Cedraz. Leia também a matéria completa no site correio24horas.com.br.

Play
Like
Play Next
Mark
Played
Share