32 minutes | Feb 25th 2021

'A Metade Perdida' e o colorismo nas artes

Sensação nos Estados Unidos e sucesso de críticas, o livro "A Metade Perdida", de Brit Bennett, toca em uma discussão bem atual: o colorismo. A história acompanha duas irmãs negras de pele clara que nasceram numa comunidade pequena do sul dos Estados Unidos, onde os impactos da escravidão e da segregação racial são mais evidentes.  O Expresso Ilustrada dessa semana destrincha o livro que foi best-seller nos Estados Unidos, em 2020. Para isso, conta com a participação do repórter da Ilustrada Walter Porto, que entrevistou a escritora americana. O romance chega agora em março, para os assinantes do clube de leitura da Intrínseca, e em maio nas livrarias. O podcast também relembra casos que envolvem as discussões sobre colorismo em outras artes, como na música internacional, caso da música "Brown Skin Girl" da Beyoncé; em Hollywood, quando Zoe Saldaña interpretou Nina Simone no cinema, e também aqui no Brasil, com o caso da Fabiana Cozza quando foi escalada para o papel de Dona Ivone Lara em um musical.  Para comentar sobre o assunto, o episódio conta com a participação da jornalista Marina Lourenço e a cineasta Sabrina Fidalgo. See omnystudio.com/listener for privacy information.
Play
Like
Play Next
Mark
Played
Share